Paralela Mente - Parte 1: Merchan, por Natan

By | domingo, julho 22, 2012 Leave a Comment


Boa noite, lindos.

Como estão? Bem? Espero que melhor que eu. Não ando muito bem, não. Tive uma semana cheia, meio estressante, preocupante, angustiante e entristecedora, pra não usar “-ante” de novo. Mas vamos falar de coisa boa, né? Tenho certeza de que tudo está bem com vocês e que, se não estiver, logo vai ficar.

Hoje quero falar quatro coisinhas rápidas com vocês. Na verdade são quatro coisinhas que, juntas, não formam nem uma, mas vou uni-las pra criar este post aqui. 


 
Primeiro: criei um blog. Um blog pessoal, no caso, onde vou escrever coisas “menores”. Sempre tive vontade de escrever coisas menos grandiosas e menores do que um romance ou um conto, mas nunca tentei, daí resolvi tentar e acho que consegui e vamos ver no que dá. O blog se chama ; all this commotion (com ponto e vírgula e letras minúsculas mesmo porque eu sou fresco) e, pra visitar, é só dar um click bem gostoso aí no link. Não tenho uma frequência determinada pra postar nele; é quando dá vontade mesmo.

Segundo: eu vou escrever um romance. Começo-o pra valer dia 01 de agosto e o prólogo é este, que acabei de colocar no meu blog pra facilitar a leitura. Por enquanto não vou dar muitos detalhes, mas é um romance futurista ambientado num lugar em que você pode ser o que quiser: loiro, olhos azuis, corpo sarado, tudo, até você encontrar um verdadeiro amor e precisar encarar a realidade. Ui! Haha. A história é baseada em acontecimentos reais e eu, muito provavelmente, vou tentar publicar o livro. O título provisório (mas, provavelmente, definitivo) é A Cápsula e durante a história vocês entendem o motivo.


Terceiro: semana passada eu descobri o que é uma crônica. Sim, Brasil, julgue-me. Estudante de letras, escritor e não sabia o que é uma crônica. Pra você que, assim como eu, não sabia o que é uma crônica, eu te explico: é um texto curto, conciso, de caráter (essencialmente) jornalístico e, geralmente, cômico, contendo, na maioria das vezes, algum tipo de crítica social. Existem inúmeras subdivisões de crônica (narrativa, poética, lírica etc.) e às vezes ela pode se assemelhar ao conto. Mas por que estou falando isso? R: porque eu sou cronista e não sabia, aí isso fez muito bem pro meu ego e eu vim compartilhar com vocês.

Quarto: eu vou escrever uma crônica essa semana e postar aqui (eeeeeeba!). Eu comecei hoje, mas não vou conseguir terminar porque minha cabeça tá muito cheia e eu não to muito bem, mas fiquem ligadinhos aí. O assunto é: promessas. Já vão sacando as opiniões de vocês porque eu quero ouvi-las depois.

Um beijo no rosto de todo mundo e desculpem a pressa. Fiquem com Deus, pra quem acredita Nele, e fiquem na paz quem não acredita. Até logo!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: