Paralela Mente - Ezine Articles: O verdadeiro significado do respeito

By | segunda-feira, agosto 13, 2012 Leave a Comment

Fala, gente bonita!

Cês 'tão bem, né? Eu também estou. Semana meio corrida, com algumas novidades meio boas aqui, faculdade em greve, acordando duas da tarde, curtindo o seguro desemprego e jogando muito Resident Evil 5. E vocês? O que me contam?

Hoje o post vai ser sobre um tema polêmico: mamilos. Brincadeira, haha. Vai ser sobre respeito. Mas quem vai ditar as palavras do post não sou eu, não; é uma articulista (adoro essa palavra) do Ezine Articles chamada Elaine Sihera, que tem algumas considerações interessantes sobre esse sentimento meio indefinível que é o respeito. Confira nesta tradução exclusiva do Escolhendo Livros!

(imagem: Getty Images

O respeito é demonstrado pelas nossas ações, não pelas nossas palavras. E quando essas ações são ausentes, especialmente em um nível trivial ou simples, há também uma distinta falta de respeito. Em todo relacionamento, o respeito caminha de mãos dadas com o amor e o compromisso. Você não pode amar alguém que você não respeita ou com quem você não está preparado para assumir um compromisso, mesmo que por um período curto de tempo.

Caso contrário, você vai se ressentir do tempo que passou com esse alguém, ou que gastou fazendo coisas em nome dele(a), quando você poderia estar fazendo outra coisa ou estar com outra pessoa. Da mesma forma, você não pode amar alguém em quem você não confia. Uma vez que a confiança se perde, os sentimentos se tornam superficiais e o relacionamento muda tanto em termos de emoção quanto em termos de força. Você passaria a não mais respeitar aquela pessoa, tendendo a suspeitar das ações dela em vez de celebrar e aproveitar sua presença.

As seis dimensões do respeito

Frequentemente a falta de respeito vem pela má interpretação da palavra. Nós lançamos a palavra “respeito” muito superficialmente, como uma panaceia para os nossos sentimentos. Mas respeito não é só um simples termo. Ele carrega seis outras grandes dimensões dentro de si:

1. curiosidade
2. atenção
3. diálogo
4. sensibilidade
5. fortalecimento
6. cura

Se nós não estamos de fato demonstrando esses seis conceitos de várias formas, com cuidado em relação a quem dizemos respeitar, não estamos mostrando a eles muito respeito.

Curiosidade
O respeito começa com curiosidade. Nós temos interesse naquela pessoa. Queremos saber o quanto pudermos sobre ela, ou no mínimo algumas coisas-chave para começarmos. No processo de namoro, nós manejamos todos os tipos de oportunidade para satisfazer essa curiosidade e nos sentimentos mortificados quando não obtemos respostas ao nosso interesse, porque somos incapazes de preencher nossa curiosidade em qualquer aspecto e de dar nossa atenção. Nos sentimentos frustrados, rejeitados e insignificantes.

Atenção
Se a curiosidade for satisfeita, nos movemos para dar àquela pessoa nossa total atenção. De fato, nossa curiosidade também aumenta, porque essa pessoa começa a assumir valor em nossos olhos. A quantidade de valor vai depender da forma que ela satisfaz nossa curiosidade e atenção. Se a informação que conseguirmos for fraca, pouco interessante ou não-fortalecedora, nós perdemos o interesse rapidamente, nossa atenção declina e nós partimos para a próxima. Entretanto, se percebemos que o novo interesse se alinha conosco e se encaixa conosco de formas maiores, tanto a excitação quanto o interesse despertam. Então esbanjamos ainda mais atenção para aquela pessoa, nos movendo para atrair a atenção e o interesse dela.

Diálogo
Muita atenção inevitavelmente leva ao diálogo, porque esse é o único jeito de aprendermos sobre o nosso novo interesse. Comunicamos-nos verbalmente o quanto possível porque respeitamos aquela pessoa o bastante para querer ouvir o que ela tem a dizer. Também temos o maior prazer em conversar sobre ela. Por isso muito dinheiro vai ser gasto em encontros e conversas telefônicas, particularmente. Quando há pouco respeito, não nos interessamos nem um pouco naquela pessoa e não vamos nem conversar com ela. Se também há desrespeito, por exemplo, vamos fazer suposições sobre ela baseadas em seu gênero, cor, sexualidade, etc.; faremos de tudo pra tratá-la negativamente. Talvez tenhamos um diálogo às vezes, mas ele vai expressar nossas ansiedades, preconceitos ou raiva, não nosso respeito.

Sensibilidade
Isso está no âmago do respeito. Aceitar a pessoa como ela é sem querer moldá-las a nós; saber inteiramente de seus valores, cultura, identidade e quem ela quer ser; valorizar suas contribuições, opiniões e comentários e genuinamente escutá-la e compartilhar suas preocupações. Esses são elementos essenciais de como mostrar sensibilidade à pessoa que ela é e quer ser. Quando colocamos nós mesmos e nossas necessidades primeiro, e enxergamos apenas nossos valores, cultura e opiniões, estamos negligenciando muita sensibilidade àqueles com quem nos importamos e, na verdade, negando respeito a eles, não importa o que digamos para justificar.

Fortalecimento
Ser curioso em relação a alguém, dar a nossa atenção, ter um diálogo com ele ou ela, e ser sensível em relação às necessidades dessa pessoa representam a maior forma de fortalecimento que podemos conceder a outro ser humano. Isso mostra que nós valorizamos a pessoa imensamente se temos a intenção de dar a ela nossa atenção e tempo, e também mostra que nos importamos com o que ela valoriza. Qualquer outra coisa é falta de respeito. Por exemplo, se alguém está tentando conversar com você, mas você está ocupado jogando em seu computador, ou conversando com outra pessoa no telefone, isso mostra pouca reciprocidade pelo respeito que estão lhe dando, ou sensibilidade quanto à presença ou necessidades dessa pessoa.

Cura
O respeito tem a capacidade de curar, especialmente quando tivemos experiências passadas que foram dolorosas ou traumáticas, então esta última dimensão é importante. Quando temos um momento ruim, é muito afirmativo ser respeitado e valorizado pela nova pessoa a quem estamos atraídos, ou pelas pessoas com quem interagimos, e isso é efetivo para o processo de cura.
   
Respeito e confiança nunca podem passar despercebidos. Estes são atributos que precisam ser provados. Eles também são diretamente recíprocos ao comportamento dos outros. Por exemplo, quando sentimos que não temos tido respeito por outra pessoa com quem nos importamos, é provável que tenhamos dado a ela muito pouco respeito. A maioria de nós é sensível a quando não estamos sendo tratados com respeito e é, por isso, incapaz de dar respeito quando ele nos falta.

Se você se sente desrespeitado, o que você está fazendo no processo? Sempre há uma conexão. Ou você está aceitando comportamento abaixo do padrão para ganhar aprovação, permitindo-se ser tratado como um capacho, ou não está tratando os outros bem o bastante. Uma vez que você descobrir a raiz do mal, o respeito e a confiança são, geralmente, mutuamente garantidos.

Combinadas, essas seis dimensões contribuem para o conceito de respeito. Quando mostramos a outro ser humano esse respeito, nós adicionamos uma experiência ainda melhor para a vida e para as perspectivas  dele enquanto nós também somos fortalecidos por esse efeito.


(Uma tradução exclusiva do Escolhendo Livros deste artigo do Ezine Articles)


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: