A Guerra dos Tronos - George R.R. Martin, por Julio.

By | terça-feira, janeiro 22, 2013 Leave a Comment

Gente, sugiro que leiam esse post com uma música de fadas, por que eu tô escrevendo ele ouvindo isso, e elas me inspiram pra TUDO.  Então.. hoje pretendo levar vocês para as terras de Westeros, (e, mais futuramente, para Essos e Sothoryos, quem sabe?). Aí vocês me perguntam: "Westeros? O que é isso?" 

Bem, meus caros, Westeros é a terra onde as lendas ainda vivem nos sussurros e são propagadas por meio de corvos e cantores. É onde dragões extintos são despertados da pedra. Em Westeros as damas ainda esperam por seus príncipes e os guerreiros lutam bravamente por seus reis. A lealdade é comprada facilmente e o sistema político é tão corrompido que o Reino se obriga a se dividir. Sejam bem-vindos ao mundo de Guerra dos Tronos.


Meus amigos escolhedores de livros, eu devo admitir que sou MUITO fã de Guerra dos Tronos, logo, estou super inspirado (e sou suspeito) pra escrever sobre esse livro.

A Guerra dos Tronos é o primeiro livro da saga chamada As Crônicas de Gelo e Fogo, cujo primeiro volume foi lançado em 1996. São, no total, cinco livros - e esperam-se sete volumes - além de outras histórias e contos paralelos. A saga ganhou uma adaptação para a TV pelo canal HBO, a série Game Of Thrones (que tem a abertura mais legal do mundo), e foi por meio desta que muita gente acabou conhecendo os livros.
Mapa de Westeros (clique para ampliar, seriously) Fonte:shaghashi
No primeiro livro, R.R. Martin nos apresenta a terra fictícia de Westeros, um vasto continente que vive em uma época parecida com a nossa Idade Média.

Westeros tem um rei, é claro, mas o Reino é dividido em nove regiões, que são repartidos novamente nos chamados Sete Reinos. Cada região é governada por um senhor. Cada senhor serve a um Lorde, que é governador de um dos reinos - e todos, por fim, são vassalos do Rei.

Os Grandes Reinos de Westeros (incluindo regiões e os Sete Reinos) são: O Norte, As Ilhas de Ferro, A Campina, Dorne, O Vale De Arryn, As Terras do Oeste, As Terras da Coroa e As Terras da Tempestade, fora os outros lugares que são muito importantes na trama.

O livro em si começa quando Eddard Stark (conhecido como Ned), senhor de Winterfell e grande Lorde do Norte é convidado pelo rei Robert Baratheon (um grande amigo de Ned) para tornar-se a Mão do Rei (uma espécie de vice-presidente, ou melhor, "vice-rei", o mais alto conselheiro). Sua esposa, Catelyn Tully, avisa, porém, que ele deveria manter cuidado: a família da esposa do rei, Cersei Lannister, é impiedosa e estava tramando algo. E é neste momento que Ned e suas duas filhas, Sansa e Arya Stark (acompanhada de suas lobas gigantes, Lady e Nimerya, que são símbolos da família Stark) partem para Porto Real para viverem próximos ao Rei.

Entretanto, a narrativa de R.R. Martin não se prende ao personagem Ned. De fato, não há um protagonista na história, cada livro das Crônicas é narrado do ponto de vista de um número x de capítulos com alguns personagens selecionados, nos dando a entender a história de Westeros por diversas perspectivas.

O livro é narrado por personagens que ditam a história da seguinte forma: 
  • Temos o caso de Ned, que tenta descobrir o que realmente se passa no Reino de Westeros e se os Lannisters tramam algo.
  • Catelyn sai em uma aventura buscando por respostas e por justiça, sempre procurando proteger a família. (Eu amo essa mulher).
  • A adorável Sansa está perdida em seus sonhos de donzela quando conhece o seu prometido, o príncipe Joffrey Baratheon, mas será que tudo é mesmo o sonho que ela pensa ser?
  • Arya é a rebelde da família, e vive no castelo sempre metidas em encrencas e em sérios perigos. (Narrativa da sessão da tarde, oi).
  • Bran Stark se vê diante de responsabilidades enormes ao mesmo tempo que é obrigado a cuidar dos próprios problemas.
  • Jon Snow é vítima de preconceito por ser um filho bastardo de Ned (eita homem que gosta de ter filho), e tem vontade de ir para a Muralha virar membro da Patrulha da Noite, mas será que ele aguentará o fardo proposto?
  • Tryion Lannister está em uma trama mortal que o envolve diretamente, tendo que recorrer a sua astúcia e inteligência para manter a própria vida no jogo. 
  • A linda, perfeita, magnífica, rainha eterna e minha Daenerys Targaryen luta para conquistar o que é seu por direito nas terras do Leste, no continente de Essos, vendo que algumas magias que muitos sonharam estarem extintas na realidade nunca morreram. 
Gente, esse é o wallpaper do meu celular.
É o símbolo da Casa Tully, da Catelyn, com
o tema deles: família, dever e honra. 
Claro que isso é um resumo muito superficial do que realmente acontece no livro - as crônicas são complexas e requerem, de vez em quando, do auxílio dos mapas do livro e alguns anexos (como os nomes das casas, que são as grandes famílias, e etc). Mas, o que me faz ter tanta paixão por Guerra dos Tronos e todos os outros livros (estou lendo o terceiro, A Tormenta de Espadas, que parece não ter fim, são 880 páginas, amigos) da saga é que R.R Martin faz com que eu sinta que sou todos os seus personagens. Em cada capítulo eu encarno a narrativa, vivo ela e vejo que cada pessoa representada no livro de fato existe. Eu choro, fico com raiva, grito e discuto com eles. Ah, sem contar que os capítulos sempre terminam com uma cena completamente GENIAL que dá vontade de continuar lendo - e aí você tem que cruzar mais inúmeros capítulos de outros personagens pra ver o que acontece depois. 

Esse é o máximo que eu consigo resumir pra vocês, pessoal. Eu super apoio que vocês entrem de uma vez e se percam em Westeros e chorem, amem e odeiem os personagens, viva eles em seus âmagos e seja um cavaleiro, uma donzela, um rei, um senhor ou um cantor - a escolha é de vocês. Também super recomendo a série, mas antes leiam algumas boas páginas do livro - principalmente no caso da primeira temporada, que é MUITO fiel ao livro e dá spoilers em questão de um capítulo. 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: