Vamos Falar sobre Literatura + Vlog: Literatura Gay, por Natan

By | sexta-feira, setembro 27, 2013 Leave a Comment


Boa noite, gente bonita!

Dessa vez eu não demorei a voltar, conforme prometido (não me lembro se prometi isso). A vida tá mais sossegada agora, mas neste momento estou caindo de sono pois estou trocando o dia pela noite e vice-versa, portanto meus horários estão alternados. Agora é hora de eu estar dormindo, por exemplo, mas estou aqui e é tudo bem. Enfim. Como vocês estão? Bem, eu espero. Eu também estou bem, obrigado e hoje o post é 2 em 1 e é polêmico, mais do que mamilos. Sigam-me os bons.


Primeiro, eu gostaria de fazer uma ressalva: esse pessoal que ganha a vida com o YouTube tem que ganhar dinheiro mesmo (embora aqui no Brasil existam poucas pessoas que fazem isso). O post de hoje é um mix de Vamos falar sobre Literatura + vlog, que eu comecei a gravar ontem por volta das 11h da manhã e fui concluir por volta das 18h da tarde/noite, isso sem contar nas horas extras que eu gastei tentando tirar a cor de terracota que o media player estava deixando a minha cara — até que descobri que o problema era o player, não o vídeo. E dá muito trabalho. Mesmo. Mas valeu a pena.

Hoje eu falo sobre um tema que muito me ~agrada~: Literatura gay. Na verdade eu não falo sobre Literatura gay abrangentemente, mas comento uns pontos que me fazem refletir. Isso se dá, inclusive, por esse assunto não ser tão comum na sociedade. Vê-se muita ficção, fantasia, romances-fantasia, romances-vampirescos-lobisomescos, romances água com açúcar, auto ajuda, romances de banca de jornal (♥♥♥♥) e por aí vai, mas muito pouco se fala sobre ou se veem romances homossexuais nas livrarias. Eu, particularmente, nunca vi. Aliás, minto: vi um, uma vez, PUTS! ESQUECI DE FALAR SOBRE ELE NO VÍDEO!!!!!!........ Mas tudo bem. É um romance gay, mas não se enquadra no perfil das histórias que eu analisei porque aborda um outro viés da questão. Bom. Existe, também, o fato de que muito pouco se escreve sobre esse assunto. Eu devo conhecer três ou quatro autores de romances gays, sendo que, destes, sei que escreveram só um ou outro romance; não foram autores de bibliografia extensa a esse respeito. Não sei se é porque não existem assim tantos autores gueis (mentira, existem sim) ou se é porque o Brasil ainda não está culturalmente preparado pra ter esse tipo de Literatura exposta nas vitrines das livrarias, ou se em países estrangeiros também é assim... Não sei o que se passa.


Por outro lado, percebo que existe muito homoerotismo enrustido ou referências homossexuais dentro de personagens em histórias mais famosas, como O Retrato de Dorian Gray, por exemplo. Ou O Grande Gatsby, ou Sonho de uma Noite de Verão (tem um personagem (não lembro o nome) que, puts, muito viadão). Mas é tudo muito velado... Não entendo. E também não sei por que estou levantando essas questões aqui, já que o post não é nem sobre isso, não é meishmo? Vamos ao vídeo então. Depois que assistirem, voltem aqui que tenho umas considerações finais. AH! Detalhes importantes: gravei o vídeo com a minha oebe cam, que é o único recurso de que eu disponho, e isso justifica a qualidade medíocre do vídeo (embora eu tenha jogado duas toneladas de efeitos pra ficar menos pior) e eu não estou 100% certo de que a minha cara cor-de-terracota foi consertada, mas eu tentei até a exaustão ontem. Se tiver dado certo, ótimo!, senão, tá justificado. Aperta o play! 




E é isso, gente. Se você não assistiu o vídeo pelo YouTube, aqui estão os links que eu citei:

Um Estranho Dentro de Mim (para comprar) - clique aqui

O Terceiro Travesseiro (para comprar) - clique aqui

Brokeback Mountain (texto original) - clique aqui para ler (Inglês)

O Segundo Travesseiro (texto online) - clique aqui

O Preço de Ser Diferente (livro que eu citei por último, mas não apareceu no vídeo) - clique aqui

North Bound (meu livro, para comprar) - clique aqui

Meu blog - clique aqui

Todos esses livros podem ser encontrados sem muita dificuldade na Internet, mas, ainda assim, acho justo divulgar o link pra venda, afinal os autores merecem ter seus trabalhos valorizados. Caso algum dos autores citados neste post venha a lê-lo e sentir que teve seus direitos autorais violados de alguma forma, por favor, entrem em contato conosco!

Tenham vocês uma linda noite e a gente se fala em breve. Beijinho



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: