O Fantasma da Ópera - Gaston Leroux, por Ana.

By | sábado, maio 10, 2014 Leave a Comment
Fonte: Espirais do Tempo 
          Imagino que nem Gaston Leroux, autor de "O Fantasma da Ópera", tinha a exata ideia do sucesso que sua obra iria alcançar, já que os críticos de sua época possivelmente viam o livro como uma reportagem com ares de romance. O próprio Gaston Leroux deixa claro no prólogo e epílogo de sua obra, que o fantasma, Christine e Raoul realmente existiram... Vidas entrelaçadas e repletas de mistérios que inspiraram esse imortal escrito. "O Fantasma da Ópera" não era exatamente um fantasma, um espírito... Mas sim um "fantasma social", um gênio da música, rejeitado pela sociedade desde seu nascimento devido a sua deformidade física, e que assim, afastado de todos, busca refúgio no subsolo da Ópera de Paris.

          Até que um dia encontra Christine Daaé, talentosa cantora, porém ainda desconhecida do grande público, recém chegada a Paris e tentando se destacar no glamouroso mundo do "bel canto" (belo canto, ópera). No entanto esta chegada não é fácil para Christine, com insistência ela consegue papéis secundários na ópera, mas com a ajuda do fantasma, que continua sem revelar sua identidade, ela vai aperfeiçoando cada vez mais o seu canto, de maneira que começa a despertar a inveja de sua rival, a então Prima Donna da ópera, Carlotta, esta, visivelmente inferior à Christine.
     
          A partir daí, a história vai se desenrolando... Christine ama Raoul de Chagny, mas guarda profunda gratidão por seu mestre oculto, porém este a ama, aliás, um amor idealizado, pois tendo passado tanto tempo distante do mundo, ao receber a confiança e amizade de outro ser humano, não quer perder este sentimento. O desfecho desta estória... É segredo, eu não conto! Gaston não me perdoaria, rsrsrs... 

Fonte: Wikipédia
          "O Fantasma da Ópera" fascina a todos desde que foi escrito! Sua mais famosa adaptação foi a de Andrew Lloyd Webber para a Broadway, que está em cartaz desde 1986 e já foi vista por mais de 100 milhões de pessoas. O livro é maravilhoso, incrivelmente rico em detalhes... Uma perfeição que inspira! Até podemos sentir o cheiro do teatro da ópera e... Depois de concluída a leitura da última página, ainda demoramos muito a voltar à realidade!
     
          Na minha opinião esta é uma obra de mistério, não de terror, pois é importante lembrar, que o fantasma, sim, fazia suas exigências, até mesmo luxuosas, obtendo inclusive dos responsáveis pela Ópera, a exclusividade do camarote número cinco, pois adorava assistir aos espetáculos, e para proteger sua amiga Christine, chegou a exagerar na dose, sendo capaz de agredir quem tentasse prejudicá-la ou humilhá-la. Atitudes de alguém que sempre sofreu ao extremo e não desejava ver quem admirava sofrer também. Porém não era uma espécie de monstro que passava a vida somente pensando em aterrorizar a todos.
     
          Um livro inesquecível como a mais exuberante das árias e como tal é para ser sentido, acolhido pela alma! Uma obra que nos cativa com a intensidade de cada sentimento vivenciado por seus dramáticos e arrebatadores personagens!

Fonte: pactressia

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: