Livros do Mês - Julho/2015.

By | sexta-feira, julho 10, 2015 Leave a Comment
Confira as leituras de julho do nosso querido escolhedor Julio

Oi, pessoal! Hoje estreamos uma nova coluna aqui no Escolhendo Livros. A cada edição do Livro do Mês, um dos escolhedores da nossa querida equipe EL falará um pouco sobre as suas leituras mensais, soltando algumas "primeiras impressões" para deixar vocês preparados para as resenhas que possivelmente pintarão por aqui no site . Então, no post de hoje adotarei um tom mais pessoal no estilo olhe-que-legal-eu-escrevo-em-primeira-pessoa-como-sou-próximo-do-leitor e falarei dos livros que estou lendo atualmente, sobe o que falam, o que eu estou achando deles, etc, etc. Venham comigo!

Alameda dos Pesadelos - Karen Alvares (resenha em breve)

Vívian era apenas uma mulher solitária, com uma vida normal, presa em sua rotina sem graça, até a noite em que presencia um acidente. A partir daí seu pesadelo começa; ela passa a ter visões de um homem que conheceu no passado e desejava nunca mais encontrar. E o pior: ele quer vingança. Até que ponto um pesadelo é fruto da imaginação? Vívian descobre que o limite entre a alucinação e a realidade é tão pequeno que a loucura está a apenas um passo de distância e o pesadelo pode estar escondido na nossa mente, como um monstro à espreita, esperando sua chance de despertar. E para escapar do seu horror particular, Vívian precisará entender quais foram seus erros. E finalmente aceitar a própria culpa.

Eu sempre quis ler esse livro. Depois de ler um conto da Karen na coletâneo Meu Amor é um Sobrevivente, então, a vontade foi para prática. A escrita dela é ótima: crua, direta, irônica, misteriosa e sem deixar o leitor na mão. Em Alameda dos Pesadelos, vejo o ápice narrativo da autora: os personagens são muito bem desenvolvidos em níveis psicológicos e emocionais, tornando-se reais ao leitor. A trama ocorre em um ritmo cheio de digressões que lembra muito A Guerra dos Tronos naqueles momento em que você está lá, prestes a descobrir algo, e é cortado por um mistério que surge do nada e te faz simplesmente querer engolir o livro para saber o que houve. Alerta: vicia. 

Tesouro dos Mares Gelados - Ana Lúcia Merege (resenha em breve)

Das selvagens Terras Geladas de Athelgard, o jovem Thorold e seu irmão Karl são enviados em busca da cura para a doença de seu tio e senhor, o poderoso Sigurd Barbagris. Ora rivais, ora aliados, cada um deve liderar sua tripulação numa arriscada viagem até a Ilha dos Ossos, onde o perigo e o inesperado serão seus constantes companheiros de jornada. Entre naufrágios, piratas e criaturas fantásticas, Thorold conhecerá um pouco mais sobre si mesmo e traçará a rota para seu próprio futuro – embora este possa não ser o que imaginava ao partir.

A Ana é uma escritora de primeiríssima qualidade, e isso eu repito mil vezes. Aqui ela mostra mais ainda as terras de Athelgard, onde se passam as histórias de O Castelo das Águias e A Ilha dos Ossos. Os personagens chamam muito atenção pela sua estrutura complexa e pela forma como a narração e o ritmo dão rumo à história, pegando o leitor pela mão e o imergindo no mundo criado pela autora.

Piratas (resenha em breve)

Você já sonhou em navegar pelos sete mares, enfrentando sereias e saqueando tesouros? Ou, quem sabe, você prefira uma dose de rum e um voo em um dirigível? Ou então viajar por mares antigos e misteriosos, vingando seu amor perdido, enfrentando abutres sanguinários, vendendo relíquias não tão preciosas assim? Ahoy, leitor, então seja bem-vindo a bordo de Piratas, um navio onde dez grandes autores se reúnem para contar as histórias mais incríveis de todos os mares sobre... piratas, é claro! Içar velas, marujos! Vamos partir rumo à aventura!

Quer coisa melhor que piratas? Sério: rum, navio, mistério, palavrões, lutas e mar. Sério, preciso falar mais? Essa coletânea é incrível: todos os contos que li até agora me satisfizeram de uma forma incrível pela construção narrativa (eu falo muito nisso, né? Mas é importante, gente), histórias completamente inusitadas e originais e que saem do clichê do pirata com papagaio no ombro e perna de pau, etc. Piratas expande o seu nível de vontade de se atirar num navio pra procurar tesouros ao MÁXIMO.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: